Arquivo da tag: #empregos

Como lidar com um chefe babaca?

Assim como um homem cafajeste, uma calça apertada, uma espinha num local inadequado… uma hora ou outra vamos nos deparar com um chefe babaca. Não adianta fugir, eles estão por toda parte: no mundo corporativo, em empresas públicas, e um dia seremos obrigadas a dividir nossa linda existência com essas criaturas.

Fui dar um google no assunto e percebi que até revistas como a Exame e a Você S/A. falam sobre chefes babacas. Então nada mais justo que eu falar sobre isso também. Afinal, aconteça o que acontecer, com ou sem chefe babaca, estou sempre acima do salto. risos.

Em primeiro lugar tem aquela máxima de estarmos felizes no nosso ambiente de trabalho. Além de termos que estar sempre arrumadas, cheirosas, pronta pra um debate com bons argumentos, cuidar de casa, família, noivo… sim, para sermos bem sucedidas ainda temos que ter um bom emprego. Concordo com isso em parte, no fundo acho uma grande hipocrisia essa máxima do “trabalha com o que gostas e não terás que trabalhar um dia sequer”. Gente, trabalho é trabalho, requer compromisso, responsabilidade, agir sob pressão, e… aturar chefes babacas. Mas o fato de estarmos felizes e satisfeitas em nosso local de trabalho interfere e muito no quesito aturar um chefe babaca.

Uma das coisas que mais me irritam é que chefes babacas nunca fazem o que é prioridade, ficam sempre presos a detalhes que efetivamente ninguém vai reparar. Você prepara uma apresentação linda mas usou uma imagem que ele não gostou, ele vai lá manda você mudar tudo.

Outro exemplo: você é o operacional e ninguém conhece mais o dia-a-dia do trabalho do que você. Só ele que acha que não e que deve ser feito de forma diferente. Porquê? Porque ele é um grande babaca.

É impressionante como esses caras adoram ficar numa perspectiva de marasmo. Eles não suportam criatividade, odeiam a inovação, e também odeiam que você se comunique e comece a espalhar suas ideias. Acho que no fundo todo chefe é conservador e tem medo de um motim. Aí ele vai lá e tem que mandar todo mundo embora. rá!

Na verdade na verdade, esses caras estão mais preocupados com seu ego do que com o resultado do trabalho. Em empresas pequenas ou instituições, quando a figura do chefe se confunde com a figura do “dono”, isso pode ser ainda mais terrível.

Por mais que tenhamos vontade de xingar infinitos palavrões e mandar eles para toda a sorte e qualidade de locais e formas diferentes, se não estamos satisfeitas, cabe a nós, e somente a nós, reverter essa situação. Não espere que um chefe babaca vá deixar de ser babaca só por causa de você.

Um bom conselho é ter paciência enquanto durar e buscar alternativas para escapar o mais rápido possível. Uma tática excelente é “fazer a egípcia” e trabalhar a arte da camuflagem.

Estou tentando: sem medo de mudar e sem medo de ser feliz. 🙂

E tenho certeza que quando eu for chefe não serei uma babaca. Beijos!